Redação Maricá Publicidade 1200x90
26/11/2019 às 16h14min - Atualizada em 26/11/2019 às 16h15min

Maricá: Ambulância atropela e mata cachorro na faixa de pedestre no Centro

Um cachorro morreu atropelado após ser atingido por uma ambulância na tarde desta terça-feira, 26, na Avenida Vereador Sabino da Costa, no Centro de Maricá. Cão atravessou na faixa de pedestre.

O caso aconteceu por volta das 13h30, próximo a Ponte da Mumbuca. De acordo com testemunhas, a viatura de emergência seguia em alta velocidade pela Avenida - no sentido Maricá - quando atingiu o animal que havia cruzado a pista na faixa de pedestres.

Com o impacto da batida, o cão não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

Após o incidente, a ambulância seguiu o curso em direção ao Hospital. Alguns populares que presenciaram o acidente, se revoltaram com a atitude da equipe. Já outros, partiram em defesa dos socorristas.

"Isso é uma falta de respeito. Eles só andavam 'voados' aqui. E se fosse uma pessoa, um idoso, uma criança? É ainda que seja um cachorro, é uma vida, eles não pararam" disse uma lojista.

"Certamente eles estavam com pessoas ali dentro. Talvez até em estado grave ou até morrendo. A prioridade é a vida. Não tinha como parar." Comentou outro.

O LSM entrou em contato com o coordenador da Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU), Leonardo Costa, para obter esclarecimentos. De acordo com Leonardo, o incidente não acontece com a ambulância de Maricá.

"No horário do ocorrido, não houveram nenhum registro de saída ou entrada de ambulâncias do SAMU ou do Resgate de Itaipuaçu, nas vias da cidade." Comentou o coordenador.

O LSM também contactou a Vigilância Sanitária de Maricá - a qual também possui um veículo tipo ambulância. E o mesmo foi negado o registro de deslocamento.

"Não tivemos deslocamentos e nem relatos de algum ocorrido. Maricá tem alto fluxo de ambulâncias particulares trafegando pela cidade, pode ter sido alguma destas." Relatou a Vigilância Sanitária.

Ao ser questionado sobre a conduta neste tipo de acidente, o coordenador da SAMU afirmou que a equipe é instruída a parar.

"Se algo acontece, nossos profissionais devem parar e prestar os atendimentos necessários. No caso do cão, encaminhá-lo ao veterinário

Fonte: LSM


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://redacaomarica.com.br/.
Redação Maricá Publicidade 1200x90
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp