Redação Maricá Publicidade 1200x90
01/02/2023 às 18h31min - Atualizada em 01/02/2023 às 18h28min

Maricá: Defesa Civil realiza mais de 94 mil ações de prevenção a afogamentos em 2022

As equipes efetuaram 335 salvamentos nas praias da cidade e atuaram em 2.602 vistorias em residências da cidade

- redacaomarica.com.br
Fonte: PMM
Foto: divulgação


A Prefeitura de Maricá, por meio da Secretaria de Proteção e Defesa Civil, realizou 94.490 ações de prevenção a afogamentos e 335 resgates nas praias e lagoas da cidade ao longo de 2022. As equipes também realizaram 2.602 vistorias em imóveis e atuaram em 1.154 ocorrências de prevenção e combate a incêndio em vegetação rasteira nos quatro distritos. Além disso, atuaram na identificação de 21.218 crianças nos 46 quilômetros de praias do município, para evitar casos de pessoas perdidas na areia, em ação realizada em parceria com a Secretaria de Assistência Social.


Os locais com maior incidência de casos de salvamentos e ações preventivas foram Itaipuaçu e Ponta Negra. As equipes também atuam nas praias de Jaconé, Cordeirinho, Guaratiba e Barra de Maricá em postos fixos, com uso de quadriciclos e também por meio do Grupamento de Suporte Avançado de Prevenção e Resgate que trabalha nas areias para diminuir o tempo de atendimento. A instalação das tendas operacionais na Praia do Recanto (Itaipuaçu) e na Praia de Ponta Negra também contribuíram para o sucesso das ações preventivas.


Rondas preventivas, vistorias e serviços de meteorologia


O Patrulhamento Lagunar e Terrestre atuou em 1.874 rondas preventivas. Também foram realizadas 2.602 vistorias de imóveis, que resultaram na interdição total ou parcial de 118 residências por causa de problemas, como danos estruturais ou desabamento de muros e cômodos. É importante frisar que nenhum óbito foi registrado na cidade por este motivo.


O serviço de meteorologia divulgou 396 informes meteorológicos e realizou 2.232 ações de monitoramento, além de 574 ações de mapeamento de áreas de risco. Já o plantão do Centro Operacional 24h, que inclui analistas geotécnicos, analistas de sistema, engenheiros, hidrólogos e geólogos, trabalhou no atendimento e logística de 387 serviços diversos.


O secretário de Proteção e Defesa Civil de Maricá, Fabrício Bittencourt, fez um balanço das diversas ações realizadas no ano anterior. “Iniciamos o ano com a Operação Verão e o aumento dos postos de salvamento. Posteriormente, tivemos a tragédia em Petrópolis, onde atuamos durante cinco dias e, logo depois, trabalhamos muito durante as chuvas de abril aqui em Maricá dando resposta à população frente aos danos causados. Também homologamos o nosso concurso público dobrando o efetivo de servidores estatutários e instalamos um sistema de alarme e alerta com 31 estações meteorológicas, sendo 14 com sirenes”, destacou o secretário.


Sistemas de alerta e alarme


Em 2022, a Secretaria de Proteção e Defesa Civil de Maricá concluiu a instalação de 14 sistemas de alarme sonoro com sirenes em locais da cidade que possuem risco hidrológico (alagamentos) e geológico (deslizamentos), como parte das medidas propostas para prevenção de desastres provocados pelas chuvas na cidade.


Os equipamentos foram instalados em 14 áreas mapeadas pela Defesa Civil que apresentam risco de deslizamentos (Araçatiba, Recanto, Rodoviária, Itaocaia, Boqueirão, Recanto da Amizade e Sacristia) e risco de alagamentos (São José de Imbassaí, Vale da Figueira, Condado, Bananal, Centro, MCMV Inoã e MCMV Itaipuaçu). Todos os equipamentos possuem pluviômetro para que os técnicos possam acompanhar e fazer o acionamento em caso de emergências.


Concurso e convênio Proeis BM


Em 2022, também foi firmado um convênio com o Programa Estadual de Implantação de Serviços de Bombeiro Militar (Proeis BM), do governo do estado do Rio de Janeiro, que proporcionou um aumento de 21 profissionais extras por dia. Isso permitiu a ampliação da oferta de serviços como salvamento, resgate e combate a incêndio nos quatro distritos. Ao todo, são seis guarda-vidas e 14 profissionais (entre hidrólogos, geólogos, analistas geotécnicos, analistas de informação e engenheiros) que fazem a análise específica de cada evento ocorrido no município que contam com o apoio de veículos (como o caminhão de apoio ao socorro, auto bomba tanque) e ambulâncias. Também foi realizada a última etapa do concurso da Defesa Civil com entrada de 68 novos agentes.


Apoio às vítimas de Petrópolis


Para reforçar as ações de resgate às vítimas da tragédia causada pelas chuvas em Petrópolis, na Região Serrana do Rio de Janeiro, a Defesa Civil de Maricá enviou, no dia 16 de fevereiro, 20 profissionais, entre agentes e técnicos. As equipes atuaram em 87 resgates, 34 vistorias geológicas, 23 vistorias hidrológicas, na emissão de 62 boletins meteorológicos, em 136 vistorias emergenciais, em 18 interdições a residências e 142 ocorrências de baixa, média e alta complexidade. O trabalho durou cinco dias e contou com o auxílio de viaturas, do suporte avançado e de maquinário.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://redacaomarica.com.br/.
Redação Maricá Publicidade 1200x90
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp