Redação Maricá Publicidade 1200x90
08/09/2022 às 13h02min - Atualizada em 08/09/2022 às 13h02min

Maricá lança projeto com foco no bem-estar da pessoa idosa

A iniciativa otimiza o acolhimento e estabelece um fluxo de encaminhamento das USF para as Casas da Terceira Idade

Fonte: PMM
Foto/Reprodução: Internet

A Prefeitura de Maricá, por meio das secretarias de Saúde e Políticas para a Terceira Idade, lançou na terça-feira (06/09) o projeto Atenção à Melhor Idade (Amei), que facilita o acesso dos idosos às atividades oferecidas nas Casas da Terceira Idade, com encaminhamento através de atendimentos nas Unidades de Saúde da Família (USF). Na USF de referência, o idoso passará por uma avaliação multidimensional, onde será traçado o seu perfil e, conforme as necessidades identificadas e os serviços disponíveis, serão encaminhados pelos profissionais à Casa da Terceira Idade mais próxima — espaço que promove ações focadas em levar mais qualidade de vida a essa população.


Todo o processo é feito de forma informatizada pelos gerentes de cada unidade, sem necessidade de deslocamento dos idosos para realizar o cadastramento. Com isso, a ficha é encaminhada por e-mail à equipe da Secretaria de Políticas para a Terceira Idade, que verifica as informações e demandas da pessoa acolhida, retornando com a lista de documentos necessários para efetivar a inscrição, além dos horários e polos em que o serviço solicitado está disponível. Posteriormente, os profissionais da USF entrarão em contato com o usuário, orientando e direcionando ao local em que poderá realizar a atividade.


Através dessa iniciativa, são promovidas ações de atenção integral e incorporada à saúde da pessoa idosa, em todas as linhas de cuidado. Com isso, esse grupo terá um envelhecimento saudável, diminuindo o risco de doenças, acidentes, incapacidade, além de trazer benefícios à saúde física, mental e estimular a sociabilidade. Em outra frente, a integração entre as secretarias também auxilia a identificar os idosos que participam das atividades da Casa da Terceira Idade e não são acompanhados pela Estratégia de Saúde da Família, orientando para que eles se cadastrem na USF mais próxima da residência.


A subsecretária da Rede de Atenção à Saúde de Maricá, Luana Rodrigues, afirmou que com esse processo, os acessos aos serviços voltados aos idosos será facilitado, recebendo toda a orientação e encaminhamento na USF de referência, sem necessidade de deslocamento à Casa da Terceira Idade para saber quais as atividades ou os documentos necessários.  “Através dessa iniciativa, evitamos que os idosos transitem entre os serviços com informações desencontradas, apresentando quais dinâmicas são recomendadas a cada um, o que contribui para levar mais qualidade de vida a esse público”, disse.


Redes intersetoriais fortalecem a saúde do município


Durante a apresentação do projeto aos gerentes das USF e gestores da Secretaria de Saúde na Universidade de Vassouras (campus Maricá), um ponto de destaque foi a importância de criar elos entre o poder público e os territórios onde são desenvolvidas ações voltadas à população.


O neuropsicólogo e representante da Secretaria de Políticas para a Terceira Idade, Luiz Otávio Silva, afirmou que o projeto Atenção à Melhor Idade é fundamental para atingir esse objetivo, otimizando pontos que fazem parte da Caderneta de Saúde da Pessoa Idosa — um conjunto de iniciativas para qualificar os serviços ofertados às pessoas idosas no Sistema Único de Saúde (SUS).


“Essa iniciativa intersetorial é excelente para a cidade, promovendo mais aprendizado, trocas de experiências e levando mais qualidade de vida à terceira idade. Com isso, realizamos ações previstas na Caderneta de Saúde da Pessoa Idosa e conseguimos traçar um perfil dessa população na cidade, o que ajuda a formular políticas públicas baseadas nesse resultado. É um compromisso do nosso secretário, Tatai, melhorar os serviços oferecidos aos mais de 40 mil idosos do município e nos integrar às outras secretarias, algo que esse projeto simboliza”, pontuou.


Alessandra Guedes, responsável técnica pela área de Saúde do Idoso de Maricá, garantiu que o projeto foi pensado com todo cuidado, buscando levar a essa população mais oportunidades de convívio social, unindo entretenimento e vida saudável.


“O projeto Atenção à Melhor Idade é um sonho antigo e ver ele formalizado é uma realização. Precisamos tirar os idosos do isolamento, outrora necessário por conta da pandemia, com esporte e lazer, atividades promovidas nas Casas da Terceira Idade e que melhoram o bem-estar. Esse processo também é fundamental para melhorar os atendimentos, já que para garantir a vaga nesses locais será necessário estar cadastrado na USF de referência e apresentar a Caderneta de Saúde da Pessoa Idosa, identificando as possibilidades funcionais de cada um”, explicou.


Qualidade de vida para os idosos em toda a cidade


Em Maricá, os idosos contam com diversas atividades voltadas ao bem-estar nas casas e núcleos da terceira idade, presentes no Centro, Inoã, Itaipuaçu, Ponta Negra, São José do Imbassaí, Bambuí, Santa Paula e Guaratiba. Nesses locais, são oferecidas 36 atividades, incluindo oficinas, terapias, passeios, bailes e ações voltadas à melhora do condicionamento físico.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://redacaomarica.com.br/.
Redação Maricá Publicidade 1200x90
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp