19/05/2022 às 21h44min - Atualizada em 19/05/2022 às 21h44min

Estudantes da rede municipal realizam visita ao Museu Histórico de Maricá

Ao todo, 180 alunos terão a oportunidade de conhecer o local que já funcionou como câmara municipal e cadeia pública.

Fonte: PMM
Foto: Divulgação

A Prefeitura de Maricá, por meio da Secretaria de Cultura, promove até sexta-feira (20/05) passeios guiados ao Museu Histórico de Maricá para 180 alunos, com idades entre 10 e 19 anos, das escolas estadual Elisário Matta e da municipal Carlos Magno Legentil de Mattos. Os estudantes vão conhecer um pouco do museu, que fica na Casa de Cultura de Maricá, tendo acesso ao acervo histórico da cidade, com objetos da cultura material da cidade, como armas e ferramentas da época que existiam apenas fazendas na região.

“Os museus são espaços do pertencimento, onde habitam as tradições do inconsciente coletivo da memória de um povo, onde consultamos coisas históricas, temos acesso às antiguidades e muito mais. Por isso, é essencial a preservação desses lugares que revitalizam os valores dos territórios das artes”, disse o secretário de Cultura de Maricá, Sady Bianchin.

O casarão da era imperial foi construído em 1841, tombado pelo patrimônio como uma das obras mais antigas da região e já abrigou a câmara municipal, a cadeia pública e a sede da prefeitura. Além do museu fixo, a Casa de Cultura recebe programações nas datas comemorativas, realizando exposições e cursos na residência.

Alunos se encantam com a história

No acervo, há desde itens que foram usados durante o tempo da escravidão nas fazendas da cidade a outros que mostram os primeiros aparelhos eletrônicos que aqui chegaram, como televisão, celular e câmeras filmadoras. Uma das peças que chamou a atenção foi a mesa onde os vereadores se reuniam antigamente.

“Gostei de ver essa mesa grande e também as espadas e outras armas”, contou o aluno Felipe Ribeiro, de 11 anos, morador do Retiro. A colega Esther Barreto, de 10 anos, disse que ficou surpresa ao ver as antigas máquinas de costura, dizendo que se lembrou das que são utilizadas na família. “Parece com as que vejo o pessoal usar, e vou contar para eles o que eu vi aqui. Também gostei de ver a história do império”, disse a moradora de Cordeirinho.

Para a diretora-adjunta Simone Vasconcelos, que acompanhou a visita, há muito que trabalhar com os alunos em sala de aula depois de verem o espaço. “Podemos falar sobre fases da história do Brasil, exercitar a interpretação de textos, a geografia, e até a matemática. Mas o mais importante é mostrar para eles o valor que têm a origem da cidade e as fases de sua história”, pontuou ela.

O guia da visita foi o professor e historiador César Brum, que coordena o Museu Histórico de Maricá. Para ele, é fundamental ter de volta o museu reaberto após 10 anos de inatividade para restauração. “É muito bom voltar a receber as crianças aqui para mostrar como Maricá foi um dia e, dessa forma, fixar essa referência histórica”, afirmou.

Casa permanece aberta ao público

A exposição permanente do Museu Histórico de Maricá está aberta ao público de terça a sexta-feira, das 10h às 17h30, e terá uma programação especial durante o aniversário da cidade, mas que ainda será divulgada.

A Casa de Cultura abriga também, desde o dia 1º, a exposição “Canto porque Resisto”, reunindo 27 obras contemporâneas e experimentais de cinco artistas consagrados, moradores da cidade, cujas carreiras foram sucesso dentro e fora do Brasil em importantes museus e galerias. Com curadoria de Luiz Guilherme Vergara, a mostra é realizada pela Companhia de Desenvolvimento de Maricá (Codemar), com apoio da Secretaria de Promoção e Projetos Especiais.  A exposição fica disponível até o dia 30 de julho nos seguintes horários: Segunda, terça e quinta, das 10h às 16h; Quarta e sexta, das 12h às 20h; Sábado, das 9h às 16h; e domingo, das 10h às 13h.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://redacaomarica.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp